Com a vida cada vez mais corrida e o tempo cada dia mais escasso, as pessoas buscam praticidade a todo o momento, inclusive na hora de se alimentar. Sendo assim, é bem comum o consumo de alimentos que já vêm prontos, como os sucos de caixinha.

Mas será que o que você bebe é, de fato, suco?

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), só pode ser considerado suco a bebida que não possua nenhuma diluição, ou seja, que seja feita exclusivamente do sumo da fruta. Então aquele suco de caixinha, de garrafinha ou o de pozinho, na verdade não são sucos. Eles podem receber duas nomenclaturas diferentes, de acordo com o percentual de sumo da fruta que apresentarem. Aqueles que apresentam entre 20% e 30% de sumo, são chamados néctares e aqueles que apresentam entre 2% e 10% de sumo são os refrescos. Em geral, os néctares são os “sucos de caixinha” e os refrescos os “sucos de pozinho”. O grande problema é que, além da quantidade de sumo da fruta ser reduzida, os néctares e refrescos podem sofrer adição de produtos químicos, utilizados como conservantes e corantes, o que não é interessante.

Por isso, sempre que puder, dê preferência ao suco natural, feito da própria fruta. Com essa prática, é possível garantir não só o consumo de um alimento mais saudável, livre de aditivos e excesso de açúcar, mas também mais saboroso.

Dra. Caroline Calderón
Nutricionista